Como utilizar as cores na corporativa

Como utilizar as cores na corporativa

Em um ambiente de trabalho, muitos itens são influenciadores no comportamento das pessoas e isso pode impactá-las de forma positiva ou negativa.
A iluminação, os móveis, o espaço em si e inclusive objetos que estão lá dispostos e as cores do local, paredes, enfim, tudo que é percebido pelo campo visual.
O design corporativa tem como uma de suas funções planejar o ambiente e seus itens de forma adequado, ressignificando o local e sabendo trabalhar muito bem as cores.
Neste artigo veremos então como é feito este trabalho e de que maneira as cores vão favorecer ou desfavorecer um espaço de trabalho.

Como utilizar bem as cores em um ambiente empresarial

O design corporativa pode fazer milagres em um ambiente, deixando-o com a personalidade que a empresa possui.
Às vezes não percebemos claramente, entretanto, se pararmos para observar tudo isso faz o maior sentido. Imagine se você vai trabalhar em um ambiente no qual as paredes estão pontadas de preta e a iluminação não é boa.
Pensando alguns instantes neste exemplo, não é difícil inferir que o ambiente focará assim meio dark e não vai motivar em nada você nem os seus colegas de trabalho.
Veremos então agora como a influência da psicologia das cores pode afetar o estado emocional de uma pessoa, sendo um dado bem estratégico para a identidade de uma empresa.

Cores e seus significados

Cores neutras e tons pastéis

Normalmente observa-se que estas cores são bastante dinâmicas, podendo causar um efeito elegante e bem iluminado, bem clean aos mais diversos lugares.
Sempre em alta, por apresentarem este charme natural, causam um bem-estar e agradabilidade, principalmente se os móveis do local favorecerem estes tons.
É uma ótima aposta no ambiente de trabalho, pois permitirão muitas composições e estilos diferentes de objetos para harmonizar.

Cores quentes e vibrantes

São cores que trabalham nossa percepção de forma bastante intensa, trazendo uma vibração instintiva.
O amarelo lembra o brilho do sol, elevando a autoestima dos profissionais de um ambiente, passando a ideia de otimismo.
Esta intensidade ativa uma espécie de gatilho na mente, impulsionando as a sentirem-se em uma atmosfera com maior vivacidade, intensificando até a produtividade de trabalho. Ambientes escuros e pouco iluminados são uma boa pedida.
A cor laranja, então, é bem representativa de energia e dinamismo, podendo até inibir a depressão.

Azul da cor do mar…

Ambientes com tonalidades em azul causam um efeito de profundidade ao espaço, tornando-o maior. Também traz a sensação de tranquilidade, por ser o azul uma cor fria.
Em ambientes de trabalho, por exemplo, em salas de repouso ou descompressão, o azul cai muito bem, relaxando as pessoas que ali estão presentes.

Cinza…

Muitas pessoas se enganam com esta cor, pois acreditam que é meio indiferente, porém, o cinza é largamente usado no design corporativa, pois é bem versátil, indo desde um ambiente charmoso, passando por características elegantes, simples e até multifuncional.
Possui a vantagem de induzir a uma maior concentração e reforçar o profissionalismo do ambiente.
Observe apenas que aspecto sombrio que algumas pessoas têm pode ser reflexo da má harmonização dos objetos do local.
É primordial que a empresa esteja consciente de qual impressão deseja causar no cliente e nas pessoas que ali estão, onde as cores vão exercer sensações as mais diversas possíveis na criação dos espaços de uma empresa.

Dicas de design corporativa

  • Se uma parede tem uma cor muito vibrante, insira tons neutros nas demais.
  • No teto, é preferível usar cores mais escuras para rebaixar a distância do piso ao teto, “diminuindo” o ambiente caso queira reduzir e se o ambiente for pequeno, sempre opte pelo branco para “ampliar”;

Gostou das ideias aqui expostas? Deixe seu comentário e sugestões para outros temas. Boa leitura e até breve!

Deixe um comentário